independência do brasil

13 maiores comemorações da independência em todo o mundo

Todos os anos, milhões de americanos aguardam com expectativa o Dia da Independência. Mas os Estados Unidos não são o único país a realizar esse tipo de celebração anual da liberdade. Pessoas de diferentes nações também comemoram seus respectivos Dias da Independência de muitas maneiras únicas e divertidas.

Muitas vezes, essas férias são a melhor época do ano para festejar com os habitantes locais e, mais importante, aprender sobre sua história e cultura. Escolhemos a dedo uma lista de onze países com intrigantes celebrações do Dia da Independência. Aqui está a liberdade da opressão!

Sumário

Maiores comemorações da independência em todo o mundo

Austrália (26 de janeiro)

Austrália (26 de janeiro)

Festivais, concertos, reuniões familiares, regatas, piqueniques e churrascos são as observâncias típicas realizadas pelos australianos para recordar o primeiro desfraldar da bandeira britânica em Sydney Cove. O Dia da Austrália não é exatamente o equivalente australiano do Dia da Independência, mas é bem próximo.

O que fazer? Cada grande cidade da Austrália tem sua própria maneira única de celebrar o feriado nacional: Sydney o faz com as renomadas corridas de barcos; Perth com um colossal show de fogos de artifício; Melbourne realiza uma Marcha do Povo, para celebrar a diversidade da nação. Durante ela, pessoas de diferentes comunidades caminham juntas, muitas vezes em trajes coloridos, para celebrar a unidade australiana. Em todo o país, vários concertos são realizados, apresentando inúmeros artistas de todos os gêneros que você pode imaginar.

Peru (28 a 29 de julho)

Peru (28 a 29 de julho)

Um dia não é suficiente para os peruanos comemorarem o dia da independência, então eles dedicam dois dias: 28 de julho, data em que José de San Martín proclamou a independência do Peru; e 29 de julho, que abriga uma celebração em homenagem às Forças Armadas e Polícia Nacional. A saudação de canhão em Lima inicia tradicionalmente a celebração nacional, seguida da missa do Te Deum em Lima, liderada pelo Arcebispo da capital e com a presença do Presidente da República.

O que fazer? Chegue cedo em Miraflores, no centro de Lima, para reservar seu lugar para o Gran Corso, um desfile gigante que envolve centenas de pessoas vestidas com fantasias coloridas, acompanhadas por enérgicas linhas de bateria. Traga alguns petiscos peruanos: o desfile dura várias horas.

Israel (data varia – 5 de Iyar no calendário hebraico)

Israel (data varia - 5 de Iyar no calendário hebraico)

Uma vez por ano, os israelenses se reúnem no Monte Herzl em Jerusalém para participar de uma cerimônia oficial. O evento marca o fim do Yom Hazikaron (Dia Memorial) e o início do Yom Ha’atzmaut (Dia da Independência), e envolve a iluminação cerimonial de doze tochas (que simboliza doze tribos de Israel). No Yom Haatzmaut, os israelenses comemoram a Declaração de Independência e o fim do mandato britânico sobre o território com reuniões familiares, concertos e orações. Além disso, as pessoas lotam os parques nacionais para comemorar.

O que fazer? O feriado é amplamente considerado uma celebração secular, porém alguns eventos religiosos são realizados ao longo do dia. O mais conhecido é o International Bible Quiz, realizado em Jerusalém, uma competição mundial sobre a Bíblia Judaica (Tanakh), envolvendo alunos do ensino médio de Israel e do exterior. O questionário testa a capacidade dos participantes de memorizar e entender o texto sagrado. Além disso, as Forças de Defesa de Israel (IDF) abrem seus acampamentos para visitantes neste dia, permitindo que o público veja equipamentos militares de última geração.

Ucrânia (24 de agosto)

Ucrânia (24 de agosto)

Edifícios de festão azul e amarelo em todo o país, criando uma atmosfera festiva. As ruas estão cheias de pessoas vestidas com o traje tradicional ucraniano. As comemorações começam com o Dia da Bandeira em 23 de agosto, em memória do primeiro hasteamento cerimonial da bandeira nacional na mesma data em 1990. Na manhã de 25 de agosto, a celebração na capital começa com um serviço na Catedral de Santa Sofia em Kiev, com a presença do presidente da nação.

O que fazer? Vista sua Vyshyvanka, roupa tradicional ucraniana (é altamente bordada), e junte-se à multidão nas ruas de Lviv, a capital cultural da Ucrânia. Compre um artesanato tradicional na Praça Rynok, antes de seguir para o Etnovyr, um festival anual de folclore internacional que apresenta uma variedade de programas de artes cênicas, exposições e, claro, comidas de rua de dar água na boca.

Indonésia (17 de agosto)

Indonésia (17 de agosto)

De manhã, os olhos de todos os indonésios estão voltados para o Palácio Nacional, onde é realizada uma cerimônia solene da bandeira para homenagear a república. Estudantes do ensino médio de todo o país são cuidadosamente selecionados pelo governo para fazer a honra de hastear a bandeira. Imediatamente após a cerimônia, os bairros se preparam para festas de rua que geralmente incluem jogos divertidos e shows de música.

O que fazer? Suba nessa palmeira gordurosa! Neste dia na Indonésia, esportes não competitivos como o panjat pinang, que desafia as pessoas a escalar árvores escorregadias na esperança de ganhar os prêmios que foram colocados no topo, são os principais eventos. Panjat pinang simboliza a luta dos indonésios para alcançar sua independência dos holandeses. Se ficar todo oleoso não é sua praia, então você pode participar do concurso de comer chips de camarão.

França (14 de julho)

França (14 de julho)

Todos os anos, os franceses celebram a independência de seu país da tirania real opressiva em 14 de julho – o aniversário da tomada da Bastilha. O dia começa com um desfile militar na Champs-Élysées. A tradição de realizar um desfile militar para comemorar o Dia da Independência, prática comum em muitos países hoje, nasceu na França.

O que fazer? Champs-Élysées e fogos de artifício estão sempre na lista. Experimente algo mais peculiar participando de uma das galas dos bombeiros. É uma tradição em toda a França em que os bombeiros abrem suas portas ao público para dançar, beber e festejar. Os bombeiros estão uniformizados e, ocasionalmente, realizam algumas demonstrações ao vivo para entreter os convidados.

Filipinas (2 de junho)

Filipinas (2 de junho)

Uma cerimônia de hasteamento da bandeira tradicionalmente inicia a celebração Araw ng Kalayaan nas Filipinas. O feriado é um momento dedicado ao vínculo familiar. Os filipinos desfrutam de encontros animados e cheios de comida com comida, família e amigos para comemorar o dia em que Emilio Aguinaldo declarou independência do domínio espanhol secular.

O que fazer? Não pode ir ao arquipélago filipino? Por que não participar das festividades em algum lugar mais perto de casa? Comemore o dia com a comunidade da diáspora filipina em todo o mundo. Em Nova York, os filipino-americanos se reúnem anualmente para celebrar sua herança organizando o desfile do Dia da Independência das Filipinas, que inclui um show cultural e também uma feira de rua. Claro, não há festa filipina sem música vibrante e saborosas iguarias filipinas.

Kosovo (17 de fevereiro)

Kosovo (17 de fevereiro)

O debate sobre a legitimidade do governo do Kosovo não impede que os albaneses étnicos do país mais jovem da Europa celebrem com orgulho o aniversário da secessão do Kosovo da Sérvia. No início deste ano, um festival barulhento aconteceu na capital, Pristina, culminando em um desfile de policiais e forças armadas – a primeira exibição desse tipo desde a Guerra de Kosovo. Pristina, a capital do país, é o centro da celebração. Pessoas de toda a região se reúnem em torno do Monumento do Recém-nascido – uma escultura tipográfica premiada construída para comemorar a independência de Kosovo.

O que fazer? Músicos tradicionais estão por toda parte durante as celebrações, pois a música está no centro desta festa. Como mais de noventa por cento dos kosovares são de etnia albanesa, a música do Kosovo é altamente influenciada pela da Albânia.

México (15 de setembro)

México (15 de setembro)

Ao contrário da crença popular, Cinco de Mayo não é o Dia da Independência do México. Os mexicanos celebram o Dia da Independência em setembro para comemorar o Grito de Dolores – o grito de guerra da Guerra da Independência Mexicana proferido por Miguel Hidalgo y Costilla, um padre católico romano da pequena cidade de Dolores. Em todo o país, o feriado é marcado por desfiles, shows e festas.

O que fazer? A celebração começa na noite de 15 de setembro em todo o país. Na Cidade do México, o epicentro das festividades é o Zócalo, uma das maiores praças urbanas do mundo; mais de meio milhão de outras pessoas se reúnem lá a cada ano. É tradição o presidente repetir o grito de patriotismo, seguido de resposta entusiasta de “¡Viva!” pela multidão animada. No final, espetaculares fogos de artifício iluminam o céu noturno.

Gana (6 de março)

Gana (6 de março)

Quando Gana conquistou sua independência do Reino Unido em 1957, tornou-se o primeiro país africano a fazê-lo. Hoje, o país comemora o evento histórico anualmente com fogos de artifício, desfiles e marchas. Mas as celebrações não estão completas sem festas de rua e compotas, uma tradição exclusivamente ganesa.

O que fazer? Festas de rua não são suficientes? Que tal festas na praia? A região costeira comemora o Dia da Independência na praia com música e danças que casam os elementos da tradição da África Ocidental com o hip hop. Uma famosa competição de regata acontece na vila de pescadores de Shama.

Índia (15 de agosto)

Índia (15 de agosto)

Em 15 de agosto de 1947, o domínio britânico de três séculos sobre a Índia chegou ao fim. Todos os anos, bilhões de pessoas na Índia comemoram o evento histórico adornando suas casas, escritórios e escolas com a cor da bandeira indiana. Os cidadãos participam de cerimônias pela manhã, onde cantam o hino nacional e prestam homenagem à bandeira nacional. A celebração também é um momento em que as famílias se reúnem para assistir à cerimônia anual de hasteamento da bandeira, transmitida ao vivo do Forte Vermelho em Nova Délhi.

O que fazer? Para os índios, empinar pipa simboliza a liberdade. Por todo o país, os céus são pontilhados com inúmeras pipas de várias formas e tons voando dos telhados. O dia colorido é um momento perfeito para fazer um piquenique ao ar livre. Você pode querer considerar voar sua própria pipa também. Pipas são facilmente disponíveis durante a temporada de férias na Índia.

Brasil (7 de setembro)

Brasil (7 de setembro)

A Independência do Brasil compreendeu uma série de eventos políticos e militares que levaram à independência do Reino do Brasil do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves como Império do Brasil. A maioria dos eventos ocorreu na Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo entre 1821-1824. O data para celebrar a independência do brasil sempre cai no 7 de setembro. É dia de feriado nacional. A independência do Brasil diferia do resto da América Latina por ter sido: declarada e liderada pelo regente português no Brasil, que se tornou imperador.

O que fazer? O dia é marcado com desfiles militares e apresentações patrióticas durante o dia e fogos de artifício à noite nas grandes cidades. A celebração nacional é realizada na Esplanada dos Ministérios com a presença do presidente do Brasil e liderando o desfile civil-militar.

EUA (4 de julho)

EUA (4 de julho)

Em 4 de julho de 1776, o Segundo Congresso Continental adotou por unanimidade a Declaração de Independência, anunciando a separação das colônias da Grã-Bretanha. Embora a votação para a independência real tenha ocorrido em 2 de julho, a partir de então, o dia 4 tornou-se o dia que foi comemorado como o nascimento da independência americana.

Como o país mais poderoso do mundo, EUA leva o dia da independência à muito sério. Os americanos celebram a Declaração de Independência por duas razões. Representa um corte oficial de laços entre as 13 colônias originais e o governo da Grã-Bretanha. Mas também representa o núcleo de nossas crenças, a própria composição de nossa identidade como cidadãos dos EUA.

O que fazer? O Dia da Independência é comumente associado a fogos de artifício, desfiles, churrascos, carnavais, feiras, piqueniques, shows,[2] jogos de beisebol, reuniões de família, discursos políticos e cerimônias, além de vários outros eventos públicos e privados celebrando a história, o governo, e tradições dos Estados Unidos. O Dia da Independência é o dia nacional dos Estados Unidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.